4 Razões que Podem Impedir que sua Empresa Cresça

Tempo de leitura: 2 minutos

As micro e pequenas empresas brasileiras representam 99% dos negócios no país. Elas também respondem por mais de 27% do PIB, percentual que vem crescendo nos últimos anos, e mais de 50 % dos empregos com carteiras assinadas segundo o SEBRAE. Mas a pergunta é por que apenas 1% das empresas são médias ou grandes?

O que está impedindo que muitas das mais de 6 milhões de micro e pequenas empresas cresçam? Acredito agriculture-1552381__180que são vários os motivos externos como carga tributária alta, burocracia, crédito caro etc, mas aqui quero abordar 4 motivos internos que percebo no comportamento de muitos empreendedores:

  1. Empreender por necessidade e não por oportunidade.

Isso poderá levar ao seguinte pensamento: Quanto posso ganhar com você, ao invés de: O que posso fazer para te ajudar? Todos nós percebemos quando um vendedor está mais interessado em sua comissão, tentando “empurrar” uma série de produtos que não necessitamos, mas também sentimos quando existe um interesse verdadeiro em buscar a melhor solução para nossos problemas. Neste caso, tendemos a voltar a negociar com esta empresa.

  1. Tamanho da empresa.

Sim, uma empresa pode crescer sendo menor, ou seja às vezes é necessário dar “um passo para trás”. Conheço muitas empresas que não crescem pela estrutura ociosa que mantém. Essa estrutura pode ser de espaço físico, veículos ou mesmo de pessoal, se as empresas utilizarem suas estruturas de forma otimizada poderão gerar mais lucro e investir em ativos ou ações que melhorem seus resultados e promovam seu crescimento.

  1. Foco em atividades operacionais.

Grande parte dos empreendedores conhecem muito da parte operacional ou técnica do negócio, porém poucos investem em tempo e conhecimento para dominar a função estratégica da empresa. A grande maioria não dispõe de ferramentas de gestão para gerar indicadores de resultados, assim não possuem clareza de onde está vindo seus ganhos, ou onde estão os desperdícios. Sem estas informações não será possível alocar energia nas atividades mais fundamentais.

  1. Falta de investimentos.

Quando a empresa apresenta lucro, o mesmo muitas vezes é utilizado em primeiro lugar para atender as necessidades do empreendedor. Nada contra a utilização do lucro em si, mas o objetivo do lucro é remunerar o capital investido para que a empresa cresça, para remunerar o trabalho existe o pró-labore. Desta forma não seria mais interessante num primeiro momento investir para que a empresa cresça e se fortaleça para depois tirar parte dos lucros?

“As empresas nada mais são que resultados tangíveis ou intangíveis criados pelas atitudes e decisões tomadas por seus líderes.”

Se você gostou do artigo, compartilhe, deixe sua sugestão ou crítica abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *